CAMPANHAS

A pandemia do novo coronavírus tem afetado povos indígenas no mundo inteiro. Neste contexto, eles buscam desenvolver estratégias próprias e se mobilizar contra a disseminação da doença em seus territórios.

Como resultado, do isolamento, do distanciamento social e da quarentena, a cada dia cresce o quadro de vulnerabilidade nas aldeias. Para enfrentar essa situação, as organizações indígenas estão criando vaquinhas e campanhas de doações que buscam o apoio e a solidariedade da população não-indígena.

 

A REMDIPE, a partir da COPIPE, COJIPE e APOINME/Microrregião Pernambuco, está realizando um diagnóstico em conjunto, das diferentes situações locais. O objetivo é identificar e caracterizar a situação de cada territórios no estado. Apartir do diagnóstico buscaremos ajudar nas iniciativas indígenas de definição das ações prioritárias e criar critérios para a aplicação dos recursos financeiros adquiridos da campanha.

 

Divulgue a nossa campanha e siga nossos perfis nas suas redes sociais.

Campanha em solidariedade aos povos indígenas em Pernambuco

Nós que formamos a Comissão de Professores/as Indígenas em Pernambuco (COPIPE), Comissão de Juventude Indígena em Pernambuco (COJIPE) e Articulação dos Povos Indígenas do Nordeste, Minas Gerais e Espírito Santo (APOINME) / microrregião Pernambuco – lançamos essa campanha de arrecadação de recursos para nos ajudar no combate à propagação do coronavírus em nossas aldeias.

Desde que ficamos sabendo dessa ameaça à nossa saúde e dos nossos parentes decidimos criar barreiras sanitárias nos acessos aos nossos territórios. Mesmo assim já tivemos dois indígenas do povo Atikum e um Pankararu que contraíram o vírus. Há ainda uma parente Xukuru com suspeita.

Não está sendo fácil manter as barreiras e outras iniciativas para impedir que o vírus entre em nossas aldeias. Nos falta o básico e muitos parentes precisam ir na cidade resolver questões de suas vidas, como comercializar produtos a acessar serviços básicos.

Nesse momento, os recursos arrecadados através desta campanha serão utilizados para a compra de produtos para a higienização (como álcool em gel, álcool 70º, e sabão) e Equipamentos de Proteção Individual (EPI’s), que ainda são escassos nas áreas indígenas.

Articulação dos Povos e Organizações Indígenas do Nordeste, Minas Gerais e Espírito Santo (Apoinme)

A Apoinme, que atua na defesa de 213 mil indígenas, tem uma vaquinha virtual para garantir alimentação e higiene nas aldeias. A página havia sido aberta para arrecadar fundos para o Acampamento Terra Livre (ATL), mas o evento, que iria acontecer entre 27 e 30 de abril, foi cancelado pela primeira vez em 16 anos. Clique para fazer sua contribuição.

  • Branco Facebook Ícone
  • Branca Ícone Instagram
  • Branca Ícone Spotify